Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 

Foz do Iguaçu História
1542 – Álvar Nuñez Cabeza de Vaca, aventureiro espanhol, chega ao rio Iguaçu, guiado por índios Caigangues, e descobre as Cataratas, dando-lhes o nome de "Cachoeira de Santa Maria".

1609 – Efetuadas bandeiras conquistadoras e povoadoras, assegurando o domínio da região oeste aos brasileiros.

1765 – Conde Oeyras Pombal solicita junto ao Capitão Geral de São Paulo ordens e instruções para fundar estabelecimento militar na fronteira com o Paraguai, em território hoje paranaense.

1881 – Região ocupada com a fixação dos primeiros moradores, iniciando a colonização (o brasileiro Pedro Martins da Silva e o espanhol Manoel Gonzales). Pouco depois chegaram os irmãos Goycochéa, que começaram a explorar erva-mate.

1888 – Criação de uma Comissão Estratégica, nomeada pelo Ministério da Guerra e chefiada pelo então Capitão Belarmino Augusto de Mendonça Lobo, engenheiro militar. A sede da Comissão foi estabelecida na cidade de Guarapuava, ponto que mais se aproximava do centro do perímetro em que a mesma Comissão teria de operar seus trabalhos. Dentre os 14 oficiais que faziam parte da Comissão, foi escolhido o 2º Tenente José Joaquim Firmino, também engenheiro militar, tendo como principais encargos construir estradas estratégicas, descobrir a foz do rio Iguaçu e fundar uma Colônia Militar na mesma foz.

1889 – 15 de Julho: Chegada a Foz do Iguaçu da Comissão Estratégica, após 07 meses e 20 dias de trabalho de exploração na mata. Por esta ocasião, o território brasileiro já era habitado. Segundo um levantamento, a população composta por 324 pessoas, era dedicada à extração da erva-mate e da madeira, exportadas via rio Paraná, assim descrito:
Paraguaios: 212
Argentinos: 95
Brasileiros: 09
Franceses: 05
Espanhóis: 02
Inglês: 01

22 de Novembro: Chega a Foz do Iguaçu, vinda de Guarapuava, a expedição nomeada para fundar a Colônia Militar, chefiada pelo 1º Tenente Antonio Baptista da Costa Junior e o 2º Sargento José Maria de Brito.
23 de Novembro: O 1º Tenente Antonio Baptista da Costa Junior afixou editais na região, avisando que naquela data iniciavam-se os trabalhos de fundação da Colônia, bem como tinham competência para distribuir lotes, de acordo com a lei, aos colonos interessados.

1892 – Colônia Militar desmembra-se da Comissão Estratégica, ficando esta somente com o encargo de construção das estradas até as respectivas colônias.

1897 – Criação da Agência Fiscal chefiada pelo Capitão Lindolfo Siqueira Bastos, que registrou a existência de 13 casas e alguns ranchos de palha. Nos primeiros anos do século XX, a população local era de aproximadamente 2.000 pessoas e o vilarejo dispunha de uma hospedaria, quatro mercearias, um quartel militar, mesa de rendas, estação telegráfica, engenhos de açúcar e cachaça e a agricultura era de subsistência.

1903 – 20 de Julho: Inauguração do Marco Brasileiro e do Argentino na confluência dos rios Paraná e Iguaçu.

1910 – 09 de Abril: Criação da Vila Iguassu, pela Lei nº 971; a Colônia Militar passa a condição de distrito do Município de Guarapuava.

1912 – 16 de Junho: Extinção da Colônia Militar. O Ministério da Guerra emancipou a colônia, tornando-a um povoamento civil, entregue aos cuidados do Governo Estadual do Paraná, sendo criada a Coletoria de Vila Iguassu.

1914 – 14 de Março: Criação do Município de Vila Iguassu, através da Lei nº 1.383.
10 de Junho: Instalação do Município de Vila Iguassu, sendo nessa ocasião empossado o primeiro Prefeito Municipal, o Coronel Jorge Schimmelpfeng.

1916 – 28 de Julho: O Estado do Paraná, através do Decreto nº 653, declara a área de 1.008ha ao lado dos Saltos de Santa Maria, na margem direita do rio Iguaçu, como de utilidade pública, pois a área pertencia ao uruguaio Jesus Val, para nela instalarem uma povoação e um Parque.

1917 – Município de Vila Iguassu é elevado a Comarca do Iguaçu.

1918 – 05 de Abril: A Comarca do Iguaçu, pela Lei Estadual nº 1.783, passa a denominar-se Município de Foz do Iguaçu.
Edição do primeiro jornal, pelo Sr. Moisés Santiago Bertoni.

1920 – Inauguração da estrada que ligava Foz do Iguaçu a Guarapuava, pelo então Presidente do Estado do Paraná, Afonso Alves de Camargo.

1935 – Inauguração oficial do primeiro Campo de Pouso de Foz do Iguaçu, que se localizava onde atualmente encontra-se o Clube Gresfi.

1939 – 10 de Janeiro: Criação do Parque Nacional do Iguaçu pelo Decreto nº 1.035 do Governo Federal, com área total de 156.235,77 ha.

1943 – 13 de Setembro: Foz do Iguaçu passa a fazer parte do Território Federal do Iguaçu, pelo Decreto nº 5.812, com sede em Laranjeiras do Sul, e desmembra-se do Estado do Paraná.

1946 – 18 de Setembro: Promulgação da Constituição Federal; o Município de Foz do Iguaçu volta a integrar o território do Estado do Paraná.

1956 – Lançamento da Pedra Fundamental da Ponte da Amizade, pelos Presidentes Juscelino Kubitscheck e Alfredo Stroessner.

1965 – 27 de Março: Inauguração da Ponte Internacional da Amizade pelos Presidentes Castelo Branco, do Brasil, e Alfredo Stroessner, do Paraguai.

1966 – 22 de Junho: Assinada a Ata do Iguaçu, pelos chanceleres do Brasil e do Paraguai, criando a Itaipu, para utilização do potencial hidráulico do rio Paraná, em condomínio aos dois países, desde e inclusive o Salto Grande de Sete Quedas ou Salto del Guairá até a foz do rio Iguaçu.

1967 – 12 de Fevereiro: Implementação da Ata do Iguaçu com a instituição da Comissão Mista Técnica Brasileiro-Paraguaia, criada para acelerar os estudos do potencial hidráulico.

1968 – Foz do Iguaçu passa a integrar a área de Segurança Nacional, e seus prefeitos passam a ser nomeados pelo Governo do Estado com anuência do Presidente da República.

1969 – 27 de Março: Entregue pelos Presidentes Costa e Silva, do Brasil, e Alfredo Stroessner, do Paraguai, a BR 277 asfaltada ao tráfego comum. A estrada cortaria o Paraná, ligando Foz do Iguaçu a Paranaguá.

1970 – 10 de Abril: Os dois países, Brasil e Paraguai, firmam um convênio de Cooperação entre a Comissão Mista, a Eletrobrás e a Administración Nacional de Eletricidad (ANDE).

1971 – 03 de Junho: Assinada a Declaração de Assunção sobre o aproveitamento do rio Paraná.

1973 – 26 de Abril: Firmado o "Tratado de Itaipu" entre os Presidentes Emílio Garrastazu Médici, do Brasil, e Alfredo Stroessner, do Paraguai.
03 de Dezembro: Publicação de Portaria informando a transferência da jurisdição do Aeroporto do Gresfi para a atual localização.

1974 – 07 de Janeiro: Inauguração do Aeroporto, sob administração da INFRAERO.
17 de Maio: Constituição da Entidade Itaipu Binacional.

1978 – 20 de Outubro: Desvio do rio Paraná, na presença dos Presidentes Ernesto Geisel, do Brasil, e Alfredo Stroessner, do Paraguai. Toneladas de explosivos desmontaram os diques da montante e jusante, permitindo o deslocamento do rio para o canal lateral de desvio, aberto na margem esquerda, com dimensões aproximadas de 2.000 metros de comprimento, 150 metros de largura no fundo e 90 metros de profundidade máxima, sendo descerrada pelos Presidentes uma placa comemorativa.

1979 – Criação da Comissão Binacional (Brasil e Argentina) para construção de uma ponte ligando os dois países.

1982 – 13 de Outubro: Fechamento das comportas do canal de desvio da Itaipu para a formação do lago.

1983 – 13 de Janeiro: Início da construção da Ponte Brasil / Argentina, com a presença dos Presidentes João Batista de Oliveira Figueiredo, do Brasil, e General Alberto Biñone, da Argentina.
05 de Maio: Acionada a 1ª turbina de Itaipu, com geração de energia para o Paraguai.

1985 – 29 de Outubro: Inauguração da Ponte Brasil / Argentina, recebendo o nome de Ponte Tancredo Neves, na presença de Dona Risoleta Neves e Presidentes José Sarney, do Brasil, e Raul Alfonsín, da Argentina.
15 de Novembro: Eleição direta para prefeito, conforme decisão do Congresso Nacional, para municípios de área de Segurança Nacional.

Texto extraído do Inventário Turístico de Foz do Iguaçu 2005.


 Álbum di fotografie
     




Clique na foto para ampliar
Nuestros
Colaboradores
 

 

Iguassu Brasil Travel Agency
info@iguassubrasil.com
Skype: paubrasil_iguassu
Telefones: (45) 3529-6198 | (45) 9974-9636 | (45) 9133-9412